09/03/2009

...armadilha do silêncio...


Agora é a minha vez.

De agarrar as tuas mãos, de puxar as tua mãos, de ficar perdido às tuas mãos.
De viver o tempo que se perdeu, que na distração dos dias fingiu não ver-nos.

É a minha voz a dizer-te de repente, uma frase qualquer muito parecida com um estou aqui, e nesse repente tu também saberes que eu daqui nunca tinha saido e tinha sido os olhos das letras por onde te guiava.

É como tu sabes,
o silêncio é a maior das armadilhas,
porque esconde todas as palavras.


publicado por broken inside em http://madrugadacruel.blogspot.com/

1 comentário:

Mitsotaki disse...

as mais lindas palavras de amor dizem-se no silencio dum olhar...