03/02/2009

...demais...

Leiga de tudo num cepticismo total
Preciso alentar o pulsar da vida
Quero um abraço forte que seja teu
Não consigo destilar tanta secura
Volto a ser aprendiz, recapitulo a matéria
Diz-me por favor outra vez que me adoras
Recorda-me por favor outra vez,
o curso da cura
Desta enfermidade de tanto te querer
Desta fraqueza de tanto me amargurar
Estar longe de ti, sem saber quando perto
Estar aqui e agora, sem saber como ou quando

É demais até sempre
È demais até nunca mais
È demais... mais um adeus

Todo o amanhã será sempre longe demais

Se eu morresse amanhã, seria um lindo dia

e já seria , tarde demais…!

Malu , Alcobaça 3 de Fevereiro de 2009

2 comentários:

Mitsotaki disse...

"Diz-me por favor outra vez que me adoras"...

Mitsotaki disse...

"Preciso alentar o pulsar da vida
Quero um abraço forte que seja teu"

agora.....hummmm...que bom seria!