14/02/2006

Porquê escrever ?!

Escrevo hoje, na certeza de que longe dia, irei reencontrar-me. Sim, por isso escrevo. Não para mostrar ao mundo palavras gastas como diria o poeta, não para receber de volta frases feitas, mas sim, escrevo para criar uma ponte entre o que fui, o que sou e o que serei. Brevemente, porque todas as nossas vidas são breves demais, irei estar de volta, e quero um portal, para que a afinidade persista, com esse alguém que nessa altura direi ou não, se já não fui...

O que fica neste blog, é realmente solitário, é nada mais nada menos, do que exclusivamente para mim... Como um passe, uma senha para o reconhecimento que aguardo e loucamente procuro, de patamar em patamar, de história em história, dessas minhas tantas vidas que se atropelam, que se cruzam, que se castigam, que se destroem, que se admiram incondicionalmente entre si.
Para mim, e para os poucos que talvez admitam que conseguiram tocar um pouco da minha pessoa, numa destas breves passagens, por breves instantes, momentos que partilhámos.

E aqui, venho escrever, não mais do que silêncios e palavras.
Enfim...reticencias...em reflexões, em pensamentos.

(...invariavelmente, sempre em construção, esta casa das minhas reticências...)

2 comentários:

Alcobacense disse...

Um blog Alcobacense com certeza!
Gostei. Foi adicionado na lista de referencias do meu Terra de Paixao.

sarita disse...

Miga: na estúpida correria do dia a dia falta tempo para dizer, fazer ... o que é realmente importante. Um abraço em vez de um papel com spot, uma risada em vez de um queixume da noite mal dormida, ou uma mousse de chocolate em vez das bolachas...
"Gosto de ti, porra!"- já dizia o saloio na anedota e digo-o agora tambem eu. Gosto do que vejo, mas mais ainda do que vais mostrando nas fotos e agora no blog. Friends 4ever, anytime, everywhere...